Artista sueco domina as paradas pop desde os anos 90, marcando a história da música hit a hit

Taylor Swift letras

Martin Karl Sandberg, ou apenas Max Martin, começou sua carreira bem cedo, como parte da banda sueca de glam rock Alive, em 1985. O grupo assinou com a Cheiron Records, lendária gravadora de Denniz PoP (produtor e compositor, o equivalente dos anos 80 a Martin atualmente), e fez um sucesso moderado na Europa na época.

No entanto, PoP viu um talento diferente em Sandberg, e o convidou para participar da produção de “The Bridge”, o segundo disco da banda Ace Of Bass. Durante o projeto, Denniz deu a Martin não só o presente de seu método de composição, como também o nome artístico que o tornaria conhecido mundialmente.

“Eu nem sabia o que um produtor fazia. Passei dois anos – dia e noite – tentando entender que diabo estava acontecendo”, declarou Max em entrevista. O artista acabou sendo acolhido por PoP, que se tornou seu mentor após as baixas vendas do álbum “Earthquake Visions”, da banda Alive. Assim, o sueco começou a passar todo o seu tempo aprendendo táticas de produção e composição, e ganhou a primeira grande oportunidade em 1995, quando o Backstreet Boys procurou a Cheiron Records para produzir seu próximo disco.

Martin tomou parte na composição e produção de “Quit Playing Games (With My Heart)“, do Backstreet Boys, que explodiu nas paradas mundiais em 1997, chegando à segunda posição da Billboard Hot 100, a lista mais prestigiada do planeta. Co-escrita com Herbert Crichlow, a canção abriu todas as portas para Max e a Cheiron Records, que passou a ser prioridade na lista de gravadoras americanas.

Já em 1998, uma nova cantora, de apenas 17 anos, chegou ao estúdio da gravadora para trabalhar em seu single de estreia como artista solo, após assinar com um grande selo nos Estados Unidos. Martin acabou compondo a canção que a tornou um fenômeno mundial do pop. A artista era Britney Spears, e a música, “…Baby One More Time“.

O sueco ainda participou da produção da faixa, que foi sucesso absoluto (e um dos últimos da Cheiron antes de fechar as portas; PoP faleceu em 1998, deixando o selo desamparado). O álbum da americana, de mesmo título, ainda contou com participação de Martin no terceiro single “(You Drive Me) Crazy“, também bem-sucedido internacionalmente.

O disco acabou estreando no primeiro lugar nos Estados Unidos, quebrando ainda o recorde de vendas em uma semana por uma artista feminina, distribuindo 1.3 milhões de cópias em seus primeiros sete dias. A visibilidade de Max Martin cresceu astronomicamente após os excelentes resultados.

Na carreira de Britney, o produtor é responsável ainda por “Oops!…I Did It Again“, “Stronger“, “Lucky“, “I’m Not A Girl, Not Yet A Woman“, “If U Seek Amy” e “3“, “Hold It Against Me” e “Till The World Ends” (entre outras, que não se tornaram singles).

A partir daí, o músico passou a ser requisitado por uma variedade incrível de artistas, de Celine Dion ao N*SYNC ao Westlife. Suas próximas musas, no entanto, foram Kelly Clarkson e Pink, que adicionaram o pop rock à gama de estilos dominados pelo sueco.

Grandes hits do início dos anos 2000, como “Since U Been Gone“, foram compostos por Martin, que nesse ponto já era um dos produtores mais requisitados da indústria musical – muitas vezes trabalhando ao lado de seu maior “concorrente”, Dr. Luke, como no sucesso de Clarkson. Esta característica foi herdada de Denniz PoP, que não se importava em trabalhar com colaboradores.

Algum tempo depois, foi a vez de Pink chegar ao topo das paradas com a ajuda de Martin. “So What“, do álbum “Funhouse” (cheio de produções de Max), foi um hit inescapável, e emplacou no topo da parada americana quase ao mesmo tempo em que outra novata se beneficiava do toque mágico do sueco.

Outros sucessos do disco, como “Who Knew” e “Please Don’t Leave Me“, também foram criadas com o auxílio do artista.

Um dos maiores fenômenos do pop dos anos 2000 foi também a canção que apresentou Katy Perry ao mundo. Composta por Martin, Dr. Luke e Perry, “I Kissed a Girl” passou várias semanas em primeiro lugar nos Estados Unidos – ousada, divertida e contagiante, a faixa tinha todas as características de um hit consagrado, e abriu espaço para o pop chiclete no mercado mais uma vez.

A presença de Max na carreira de Katy é sempre presente. “California Gurls (feat. Snoop Dogg)“, “Teenage Dream“, “E.T (Futuristic Lover)“, “Last Friday Night (T.G.I.F.)“, “Part Of Me“, “Roar” e “Dark Horse (Feat. Juicy J)“, todas número um em território norte-americano, contam com produção ou composição do artista sueco.

Artistas como Jessie J (“Domino“), Avril Lavigne (“What The Hell“) e Christina Aguilera (“Your Body“) também contam com trabalhos de Martin em seus repertórios, mas após Britney e Katy, a próxima cantora pop a levar o nome de Max Martin como triunfo é Taylor Swift.

A parceria começou em 2012 com o hit número um “We Are Never Ever Getting Back Together“, e se estendeu na criação de “1989”, o primeiro álbum totalmente pop da artista que antes se denominava country.

Martin e Shellback, outro colaborador frequente, se juntaram com Swift em um estúdio na Suécia para criar um dos discos mais bem-sucedidos e populares desta década. Criando singles como “Shake It Off“, “Blank Space“, “Bad Blood“, “Style” e “Wildest Dreams“, o trio se consagrou definitivamente no mercado pop mundial.

As pegadas de Martin estão por toda a parte. Mais recentemente, grandes sucessos de Ariana GrandeThe WeekndDemi LovatoSelena GomezShakiraJustin BieberEllie GouldingMaroon 5 – pense em um hit, ele provavelmente foi composto ou produzido no estúdio do sueco.

Há similaridades entre seus trabalhos; são músicas pop, com a mesma fórmula. Mas Martin tem a capacidade de vestir suas canções de acordo com a personalidade dos artistas a quem serve, e seu anonimato (o produtor não dá entrevistas e raramente é fotografado em eventos ou no estúdio) mantém o mistério por trás de seu sucesso. Mesmo sem querer aparecer e deixando a glória para os popstars, Max Martin já pode contar com a presença de seu nome em toda a história da música pop contemporânea.

Qual seu sucesso favorito de Max Martin? Comente abaixo e ouça todos os seus hits aqui no Vagalume!

    Link:  http://www.vagalume.com.br/news/2015/12/31/entenda-o-papel-do-produtor-max-martin-no-mercado-pop-internacional.html#ixzz3w0ZFnZ3m